Arquivos do Blog

Confecção de colar e móbile

Atividade com Macarrão !

Objetivo: Confeccionar colar e móbile

Desenvolvendo: linguagem matemática.

Conceito quantidade:  coordenação motora atenção e concentração

 

 

 

 

Anúncios

Representando número e trabalhando Quantidade

Explorando quantidades e representando números.

Ficha de número para colar a quantidade. Colou botões macarrão, feijão representando a quantidade.

Aprendendo os números

Desenhe um boneco em uma folha e escreva números de 1 até 6. Em seguida, peça ao aluno para jogar o dado e pintar o número que aparece no bonequinho de papel.

Fonte: pre-kpages.com

Usando a calculadora para aprender

-Objetivo: O uso da Calculadora na aprendizagem dos números e operações.

Para alunos com deficiência intelectual
O trabalho em duplas favoreceu a aprendizagem dos alunos. Nesta atividade, os alunos se ajudavam mutuamente, utilizando  calculadora para realizar a quantidade  monetária dos valores, como por exemplo: R$ 1.00 + R$ 2.00 + R$ 0.25= R$3,25. Esta sugetão de estratégia pedagógica veio do professor de matemática seu Joaquim, valeu professor. Foi gratificante.

Estimular habilidades matemáticas

Objetivo:

Estimular habilidades matemáticas.

O trabalho envolvendo resolução de problemas e raciocínio lógico faz com que a aluna possa desenvolver habilidades para o aprendizado de Matemática e a utilização da criatividade para resolver problemas de forma mais dinâmica e eficaz . Foi desenvolvido com a aluna atividade de forma dinâmica e com material dourado onde a aluna foi estimulada a resolver problemas e usar o raciocínio lógico.

Habilidades monetárias

Objetivo:

-Desenvolver habilidades monetárias.

A aluna Tamires frequenta o 6º ano, a mesma tem paralisia cerebral (deficiência mental). Ela já sabe quantificar até 30, portanto, decidi utilizar uma estratégia diferente no atendimento Educacional Especializado hoje, trabalhando noções monetárias com a aluna. Juntas, visitamos uma loja nas proximidades da escola, onde a aluna levou R$ 8.00 em dinheiro e comprou uma toalha, no valor de R$ 3,00.

A aluna conversou com a vendedora da loja, se apresentou, perguntou o que poderia comprar com a quantia que possuia e a vendedora lhe mostrou as opções de compra. A vendedora lhe pediu o dinheiro e lhe explicou que sobraria troco. A aluna ficou muito feliz. Retornando a escola, eu lhe expliquei que a mesma tinha R$ 8.00 e que a toalha custava R$ 3.00, lhe mostrei as notas de R$ 2.00 e lhe expliquei que 2+2+2+2 era igual a 8, juntas montamos a conta 8-3 = e com o material dourado ela respondeu o resultado.

Ao vivenciar esta experiência diferenciada, além de desenvolver as noções monetárias, a aluna pode desenvolver um pouco de autonomia, pois ela teve que resolver o que comprar, como pagar, e responder todas as perguntas da vendedora e professora lhe fizeram.

Stoddard e cols. (1987), Stoddard, Brown, Hurlbert, Manoli e McIlvane, (1989) e Stith e Fishbein (1996) contar e comparar pequenas quantidades de dinheiro, para que as pessoas com deficiência mental possam tornar-se inde pendentes na comunidade

                                                           A aluna na loja.

A aluna na loja com a vendedora, aprendendo como fica o valor em quilo.

Observando os valores

Pagando

Aprendendo

Flexibilização

-Objetivos
.Desenvolver numericamente uma situação problema.

.Desenvolver habilidades para resolver problemas com cálculo mental.

Nessa proposta de atividade, trouxe para o atendimento do (AEE) balas de goma, onde os alunos teriam que quantificar a quantidade, depois dividir entre eles, com a professora e a mãe que estava presente neste dia. A tarefa começou fácil para que eles percebessem que conseguiam executá-la, mas sempre com algum desafio. Depois, aumentei- as regras, o número de balas de gomas. Os alunos executaram os problemas introduzidos pela professora.

“A própria sequência de exercícios parecidos e agradáveis já vai ajudá-los a aumentar de forma considerável a capacidade de se concentrar na atividade”,

                                   A mãe participando da atividade com seu filho

Os alunos concentrados resolvendo o problema.