Arquivos do Blog

Homem que não se move e nem fala ‘escreve’ livro piscando os olhos

O ex-garçom Ailton Vilela, de 47 anos, não fala e nem se movimenta, mas isso não foi uma barreira para que ele “escrevesse” o livro “A Fabilidade dos Projetos Humanos”. A publicação foi possível porque a irmã e enfermeiras que cuidam dele buscaram um método para ajudá-lo a se comunicar com o piscar dos olhos, pois, conforme a letra que quer dizer, ele pisca. Assim, letra por letra, o livro foi feito.

Livro de 89 páginas foi lançado em Goiânia (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

Livro de 89 páginas foi lançado em Goiânia (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

Leia o resto deste post

Anúncios

Caixa do Alfabeto

A caixa com letras é um alfabeto móvel feito com tampinhas plásticas de refrigerante. A quantidade de vogais A – E – I devem ser em maior quantidade. E as letras precisam ser arrumadas na ordem alfabética, para facilitar a localização das letras sem quebrar o raciocínio lógico durante a escrita de uma palavra e também familiarizar a criança com a ordem do alfabeto.
O Alfabeto móvel é de importante utilidade durante todo o processo de alfabetização, tornando o processo de construção da escrita mais lúdico e significativo.
946834_506681452731464_660424902_n

Fonte: site- jogos de sucata na sala de aula

À PESSOA COM DEFICIÊNCIA

images À PESSOA COM DEFICIÊNCIA
Deficiências
“Deficiente” é aquele que não consegue
modificar sua vida, aceitando as
imposições de outras pessoas ou da
sociedade em que vive, sem ter consciência
de que é dono do seu destino.
“Louco” é quem não procura ser feliz.
“Cego” é aquele que não vê seu próximo
morrer de frio, de fome, de miséria.
“Surdo” é aquele que não tem tempo de
ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo
de um irmão.
“Mudo” é aquele que não consegue falar o
que sente e se esconde por trás da máscara
da hipocrisia.
“Paralítico” é quem não consegue andar na
direção daqueles que precisam de sua
ajuda.
“Diabético” é quem não consegue ser doce.
“Anão” é quem não sabe deixar o amor
crescer.
“Miseráveis” são todos que não conseguem
falar com Deus.
Renata Vilella

18 de Abril Dia do Livro Infantil

DSC00978

Trabalhando o seu nome

Objetivos:

– Possibilitar o acesso ao conhecimento da leitura e da escrita através de atividades com o nome, estimulando a oralidade do aluno.

– Criar condições para que o aluno compreenda a leitura e seus significados, através de  atividade com o nome.

-A construção da escrita do nome constitui-se para o ser humano uma necessidade básica. O nome da pessoa está sempre nas suas primeiras manifestações da escrita. As crianças que estão se alfabetizando podem e devem aprender muitas coisas a partir do trabalho com os nome próprio.

Segue algumas fotos da conquista dos trabalhos desenvolvido com o aluno.

Cinderela Surda e Rapunzel Surda

Os livros Cinderela Surda e Rapunzel Surda são os primeiros livros de literatura infantil do Brasil escritos em língua de sinais (SignWriting), além de serem versões dos tradicionais contos que inserem elementos da cultura e identidade surda. Essas releituras inéditas das histórias são acompanhadas da escrita de sinais, ilustrações e uma versão em português. Voltadas para o público surdo infantil, as obras são o resultado da pesquisa desenvolvida por Lodenir Becker Karnopp, Caroline Hessel e Fabiano Rosa, intitulada “Letramento e surdez: uma abordagem lingüística e cultural”. O objetivo principal das edições é divulgar a língua escrita de sinais e incentivar as escolas a implantar essa disciplina.

Leia o resto deste post

Mural Sobre Autismo feito por alunos da 8ª série da EEF Pe. Theodoro Becker

Trabalho realizado em parceria com  professor de religião Roberto e professora da Sala multi-funcional AEE. Sobre o tema autismo para conscientizar alunos, escola e comunidade.

Fonte :  Figuras Extraídas da Internet.